PSX_20210520_103253.jpg

A HISTÓRIA

Quando na ocasião de sua estréia em outubro de 2001, o espetáculo  teatral “Quer Tc?” - com texto, direção e produção do carioca Caesar Moura, então com 20 anos de idade -  foi acolhido pelas principais Mostras Culturais do Rio de Janeiro e pela imprensa nacional (um exemplo foi o destaque dado à estreia pelo jornal O Globo em 16 de fevereiro de 2002) como o primeiro texto brasileiro (com data de registro de 1999) a ter a Internet como tema central de dramaturgia. “Quer Tc?” - através das lentes da antiga comédia crítica hoje substituída pela comédia da constatação - tentava entender junto com o público o fenômeno das salas de bate-papo virtual, o MSN, o Orkut (embrião do Facebook) e claro, a ameaça que tudo aquilo representava à Privacidade. E se na ocasião, ao questionar o futuro da Afetividade humana caso continuássemos tão expostos à virtualidade, soava extremamente moderno, vanguardista até, hoje o espetáculo que ficou em cartaz durante 6 anos (2001-2007) é uma peça histórica, um testemunho in loco, in time, de um momento da História do Brasil que foi o da implementação e popularização da Internet doméstica.

 

 

FOTO: DIVULGAÇÃO (2001)

 

“Se é a solidão que junta a gente, o que acontece então quando nos juntamos e não nos sentimos mais sós? Amor?” (Trecho do texto “Quer Tc?”, 1999)

 

 

Apresentado em quase todos os teatros do Estado, “Quer Tc?” foi tema de matéria na TV Cultura, Band e Record numa época onde se tinha medo dos “encontros de internet” (o hoje famoso “sair do virtual”, encontro presencial); Participou das principais Mostras Culturais organizadas pela Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Recebeu indicações a prêmios em diversos Festivais e arrastou uma pequena legião de fãs a ir ao Teatro pela primeira vez.

 

 

Vinte anos depois Caesar Moura diz assistir com lamento a concretização de situações propostas na peça quando a Internet literalmente ainda engatinhava no país (o texto foi registrado em 1999, 3 anos apenas depois do lançamento do ICQ e da UOL com suas famosas salas de bate-papo, só para citar 2 exemplos).

 

 

“O primeiro monólogo do texto começa com a pergunta: Se Inter significa “enterrado" e Net significa “rede”, “armadilha”, quem em sã consciência vai querer se “enterrar numa armadilha"? E claro que já na época era uma pergunta retórica já que a maioria de nós estava mais do que disposta a isso, a prova está aí hoje no Tik Tok e no Reels do Instagramfilosofa o autor que atualmente está as voltas com a estreia de seu primeiro texto em terras internacionais, o monólogo “Confissões de um Grande Coração” que estreia em Portugal.

 

O texto, parte da coletânea “Dramaturgia Suburbana Carioca e Nervosa” (Giostri Editora, 2011) acaba de virar projeto de série para TV aproveitando a onda nostálgica que surgiu no último ano a respeito da década de 1990.  A expectativa é a de que o projeto saia em 2022.

PSFix_20210520_095027.jpeg

FOTOS & VIDEOS

VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR:
IMG_2659.JPG
Sem título-1.png